09/02/2007

Sul Americano Juvenil: Fatos e histórias.


A primeira edição desta coluna começa falando, é claro, da história do Sul Americano Juvenil. O torneio começou na modalidade masculina em 1968 com apenas três países participantes: Argentina, Bolívia e Chile. O Brasil só passou a competir no ano seguinte, em 1969 junto com o Uruguai. Neste ano, o Brasil foi campeão com a equipe formada por Rafael Navarro, Jaime Gonzalez e Fernando Kneese.

Em 1971 já eram oito países a competir: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colombia, Peru, Uruguai e Venezuela. Equador entrou em 1972 e o Paraguai só começou a competir na décima edição do campeonato.

A competição feminina teve início em 1975 com a participação de quatro países: Argentina, Colombia, Peru e Venezuela. As brasileiras não perderam a oportunidade e no ano seguinte, assim como no masculino, entraram para o torneio junto com o Chile. As paraguaias entraram em 1980, o Uruguai em 1983, a Bolívia em 1986 e o Equador vinte anos mais tarde, em 1995.

Sobre a competição:

Participam do campeonato dez países da América Latina (Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colombia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela), que se dividem em duas equipes, uma masculina e outra feminina. As meninas disputam a Copa Chile e os rapazes a Copa Argentina.

As equipes são formadas por três juvenis com até 18 anos que jogam 72 buracos em Stroke Play, sendo 18 por dia. Os dois melhores resultados da equipe por dia são somados e ao final dos quatro dias de jogos, a equipe com menos tacadas somadas sagra-se campeã. O uso de caddies não é permitido na competição, e em caso de empate o score do terceiro jogador no último dia é o critério de desempate.

O Campeonato Sul Americano Juvenil, sempre disputado até abril, é realizado pela Federação Sul Americana de Golfe junto com o país anfitrião do ano. Jogado num sistema de rodízio entre os países participantes, o torneio vem ao Brasil a cada dez anos. A última vez foi em 1997 no Gavea Golf Club quando a equipe feminina conhecida como as Três Marias – Candy Hannemann, Priscilla Iida e Francisca Bragança – (todas tendo Maria como primeiro nome) ganhou o título continental.

O Sul Americano Juvenil classifica duas equipes masculinas para o Campeonato Mundial Juvenil por Equipes, que é jogado no Japão sempre em junho.

Confira AQUI o programa para a XL Edição do Sul Americano no RJ – Itanhangá Golf Club.

Por Sílvia Cresci

Fonte: Federação Sul Americana de Golfe