25/03/2013

Leo Kitahara e Giulia Mallmann vencem o Aberto de Búzios


Os juvenis Leonardo Kitahara e Giulia Mallmann foram os grandes vitoriosos do XV Aberto de Búzios, encerrado no último domingo, dia 24, no Golf Club de Búzios, na Região dos Lagos (RJ). A competição, com validade para o ranking estadual fluminense, teve o patrocínio máster da Prefeitura de Búzios, através da Secretaria de Turismo e da Secretaria de Esportes e Lazer.
CLIQUE AQUI E CONFIRA OS RESULTADOS COMPLETOS
Kitahara, do Itanhangá Golf Club, que recebeu na última semana a confirmação de que integrará a equipe de golfe da University of San Francisco (USF), a partir de agosto, somou 150 (72/78) tacadas para vencer com ampla vantagem sobre Breno Domingos, do Japeri, que fez bonito em sua estreia na categoria scratch e totalizou 158 (80/78) tacadas. Cristian Barcelos, também do campo público de Japeri, ficou em terceiro, com 159 (80/79), seguido por Cláudio Vasconcellos, do Gavea, com 163 (81/82), em quarto; e Christiano Gros, do Itanhangá, com 165 (79/86), na quinta colocação.
Feminino – Giulia, do Itanhangá, jogou 162 (86/76) tacadas para conquistar a categoria scratch feminina com boa vantagem sobre Marleuza Cunha, do Gavea, em segundo, com 172 (90/82). Vicky Whyte, do Gavea, somou 180 (89/91) tacadas e terminou no terceiro lugar, seguida por Cinara Conrado, do Itanhangá, com 186 (93/93), e Rachel Ventriglia, do Itanhangá, com 187 (101/86).
Premiados – Carlos Smith, do Búzios, venceu a categoria de handicap até 8,5; seguido por Jayme Rocha, do Gavea, e Cristian Barcelos. Na categoria 8,6 a 14, Philip Healey, do Teresópolis, ficou com a taça de campeão, seguido por Brunno Guimarães, do Itanhangá, e Peter Campsie, do clube anfitrião. Luiz Guedes, do Búzios, faturou a 14,1 a 22,1. Guy Paychaux, do Teresópolis, ficou em segundo, e Eduardo Daudt, da FGERJ, em terceiro. Na 22,2 a 29,3, vitória de Roberto Prata, da FGERJ, seguido por Paulo Occhiuzzi, também da FGERJ, e Donald Black, do Búzios. A organização destinou um troféu especial ao melhor sênior do torneio, título ganho pelo anfitrião Michael Jackson.
As mulheres disputaram duas categorias por handicap. Na primeira, entre jogadoras de até 16 de hcp, o título ficou com a juvenil Rachel Ventriglia, do Itanhangá. Marie Mc Hugh, da FGERJ, foi a vice-campeã. Na categoria de 16,1 a 28,2, o título ficou com Genete Stephen, do Teresópolis, seguida por Maria Cumin, do Búzios, e Regina Flamini, do Teresópolis.
Sucesso absoluto de participantes, o XV Aberto de Búzios contou com um total de 116 inscritos, o recorde da competição até hoje. Durante a entrega de prêmios, a organização sorteou três passagens aéreas Rio/EUA/Rio, oferecidas pela Copa Airlines. E mais: dois vouchers de um final de semana no Hotel Atlântico Búzios, um no Insólito Boutique Hotel e diversos vale-compras na Knix Orla Bardot. 
Patrocínios –  Além do patrocínio máster da Prefeitura de Búzios, através da Secretaria de Turismo e da Secretaria de Esportes e Lazer, o Aberto de Búzios contou com o apoio da Federação de Golfe do Estado do Rio de Janeiro (FGERJ) e teve o patrocínio individual da MS Logística, da JC Fragoso, Intersea Ambiental e da Copa Airlines. O Hotel Atlântico Búzios e o Travel Inn Apa Pau Brasil, com tarifas especiais aos participantes, foram os hotéis oficiais do evento.
Golf Club de Búzios – Projetado pelos arquitetos Pete e Perry Dye, da Dye Designs, e sob a coordenação de Don Eudes de Orleans e Bragança, o percurso possui mais de 1.000.000 m2 de área verde com 18 buracos, vales e elevações à beira de lagos.
Famoso por seus fortes ventos e considerado um dos mais difíceis do Brasil, o campo de Búzios já sediou duas competições profissionais. A primeira, em 2000, vencida por Ricardo Góes. Onze anos depois, o paraguaio Nilson Cabrera foi o campeão da Copa Búzios de Golfe, etapa do CBG Pro Tur.
A edição 2013 do mais tradicional torneio do clube de Búzios marcou ainda a inauguração do novo green do buraco 17, que estava em reforma para mudança da grama para a Tifton, já visando a adequação do campo para a vinda de equipes que possam utilizar o espaço no período pré-olímpico.