10/08/2015

Interfederações: Rio Grande do Sul vence de forma invicta



O Rio Grande do Sul, patrocinado pela Cabanha da Maya, venceu de forma invicta o 20º Torneio Interfederações, disputado no Clube de Golfe de Brasília, no Distrito Federal, entre os dias 6 e 8 de agosto. No feminino, São Paulo e Rio de Janeiro, patrocinado pelo Azeite 1492, chegaram empatados à final, com as paulistas levando a melhor numa final decidida no penúltimo buraco.
O título gaúcho na Taça Seymour Marvin só foi possível em virtude da atitude do empresário Sergio Carpi, patrocinador do time carioca com o Azeite 1492, que ficou sabendo da desistência da equipe do Rio Grande do Sul e resolveu custear a ida dos gaúchos, com o patrocínio da Cabanha da Maya, um projeto idealizado e administrado com carinho por sua sogra, Zuleika Borges Torrealba.
O Rio Grande do Sul foi campeão com o time formado por Herik Machado, Sandro Gonçalves, Rohan Boettcher, Matheus Balestrin e Octávio Villar, o Fanta, capitão do time (foto – acima). Eles estrearam com vitória sobre São Paulo por 9,5 a 4,5; derrotaram o Paraná pela mesma vantagem no dia seguinte; e garantiram o título, invictos, ao superar a Fecong (Federação Centro Oeste de Golfe), por 10 e 3, e empatar com o Rio de Janeiro, na rodada final.

O Rio Grande do Sul foi campeão com sete pontos, contra seis de São Paulo, que só perdeu para os gaúchos e jogou com Roberto Gomez, Pedro Nagayama, Luiz Jacintho, Marcos Negrini e Paulo Mattos. Mauro Batista foi o capitão. O Rio de Janeiro, que só perdeu para São Paulo e ficou em terceiro, com cinco pontos, jogou com Daniel Kenji Ishii (foto – abaixo), Leonardo Kitahara, Cristian Barcelos, Breno Domingos, Thomas Sampaio e teve Tacashi Ishii de capitão. 

O Paraná, que só ganhou da Fecong ficou em quarto, com dois pontos, jogando com Antônio Douat, Daniel Celestino, Pedro Ramos, Diego Veiga e Maurício Leão, com Rafael Bernardi, o Boina, de capitão. Já a Fecong, que teve Ralf Wagner (capitão), João Vitor Toledo, Haut Chiang, Renato Deusdará e André Ferreira não fez pontos. Os homens disputaram duas duplas pela manhã e quatro jogos individuais à tarde, sempre na modalidade match play.
Feminino – Na Taça Dora Nardy a decisão do título foi muito mais emocionante, depois que São Paulo, que defendia o título, e o Rio de Janeiro, chegaram invictos à volta final. No jogo único de duplas, Lauren Grinberg e Carla Ziliotto, de São Paulo, só superaram Clara Teixeira e Thuane Souza (foto – abaixo) no buraco 18, por 1 up, após Lauren acertar um approach no segundo tiro e deixar a bola menos de um metro da bandeira. À tarde, Clara passou fácil por Carla, por 8 & 6, após jogar três abaixo do par nos buracos disputados, mas Lauren derrotou Thuane no buraco 17, por 2 & 1, para confirmar a vitória das paulistas. Roberta Avery foi a capitã das campeãs e Elza Ishii a capitã do Rio, que teve ainda Meidy Gama na equipe.

São Paulo venceu o Paraná e a Fecong por 6 a 1, Já o Rio ganhou 5 a 2 da Fecong e 6 a 1 do Paraná. O Paraná, que teve Sophia Campos, Roberta Comodo e Carolina Yamada, venceu a Fecong por 4 a 3 na volta final para terminar em terceiro. A Fecong teve as gêmeas Luíza Caetano e Laura Caetano jogando sozinhas.
As equipes do Rio de Janeiro foram patrocinadas pelo Azeite 1492.