07/12/2004

Interclubes 2004


Neste final de semana foi realizado no campo do TGC o Interclubes 2004 para o Grupo 2 (G2) que são as seguintes categorias: F2 (feminino de 19 a 36), M3 (masculino de 16 a 24) e M4 (masculino de 25 a 32).
O torneio transcorreu com um ótimo clima, sem chuva e temperatura amena.
Estiveram presentes os clubes Itanhangá representado nas 3 categorias, o Gávea na categoria 16 a 24 e o clube anfitrião em todas as categorias.
Como é usual o TGC recebeu os convidados com grande hospitalidade, tendo oferecido um almoço de boas vindas aos participantes e um excelente queijo e vinhos ao entardecer e um almoço de encerramento no domingo durante a entrega de prêmios.
A Federação arcou com as despesas de hospedagem das equipes participantes.
O grande vencedor desta etapa foi o Teresópolis que se sagrou campeão nas 3 categorias em disputa, merecidamente por ter sido o clube que mais jogadores participaram em todos os torneios do ano, o que representa um grande espírito de equipe e amor à sua camisa.
Em 2º lugar ficou o Itanhangá em todas as categorias, ressaltando a grand performance na categoria M3, que ficou empatada com Teresópolis nos seus jogos, tendo Teresópolis se sagrado campeão por ter tido melhores resultados contra o Gávea.
O presidente da FGERJ, George Berliner, encerrou a entrega de troféus e medalhas anunciando as grandes novidades para o próximo ano: o calendário oficial e demais critérios serão aprovados em reunião dos capitães nesta quarta-feira, já prevendo para o próximo ano o Interclubes com maior antecipação e certamente participação de todos os clubes em todas categorias, e um grande torneio Match Play no final da temporada com os primeiros de cada ranking, para definir os campeões estaduais de match-play, modalidade que todos participantes em Teresópolis adoraram e pediram “bis”.
Dando continuidade, o presidente esclareceu que continuará a dar apoio total as categorias com handicaps altos, informando que os golfistas com handicap acima de 9 representam 90% do total do estado e acima de handicap 15 totalizam 84%, ou seja, são os golfistas que mais contribuem financeiramente para a Federação e para os clubes, merecendo um retorno total em atividades, além de ser o grande público-alvo dos patrocinadores.
Se nos próximos anos, todos os clubes do Rio abrissem seus campos em seus abertos, para receber em estes golfistas, promoveria uma maior confraternização e alegria para os golfistas do estado.
O presidente anunciou ainda que, se possível já no próximo ano, a Federação, com o patrocínio da Varig em discussão e a ser firmado, mandará uma delegação do Rio com handicaps até 36 em todas as categorias, para o Torneio dos Campeões, que será realizado em Gramado na Serra Gaúcha.
Finalizou afirmando que continuará a atender todas as solicitações e sugestões dos golfistas, o que chama de “Vozes do Campo”, com todo apoio possível aos juvenis, o futuro do nosso esporte, como o recorde de juvenis em torneios nacionais com as 84 passagens disponibilizadas pela VARIG, e os campeões scratch, também com indispensável apoio da VARIG, ídolos dos juvenis e os representante do nosso estado e do nosso país nos principais torneios de golfe e futuros destaques internacionais que o golfe brasileiro tanto precisa.

No próximo final de semana teremos a conclusão do Interclubes 2004 com a participação das categorias do Grupo 1: Scratch masculino e feminino (M1 e F1), que jogarão no Itanhangá e a categoria M2 (masculinos de 10 a 15) que jogarão no Gávea.

A Federação colocará no ar tão logo os capitães dos clubes disponibilizem os horários.