07/06/2005

Coluna Swing de Guillermo Piernes, nesta terça, 07 de junho


A qualidade de vida

As principais incorporadoras aderiram ao golfe como forma de melhorar a qualidade e opções de lazer dos empreendimentos imobiliários e atender assim as exigências de maior qualidade de vida.
A Fazenda da Grama em Campinas realiza a venda da segunda etapa de terrenos, se apoiando numa campanha da DPZ em torno do golfe. O empreendimento conta com um excelente campo de golfe e os lotes estão destinados a moradias de alto padrão. Quinta da Baroneza, empreendimento vizinho a Jundiaí, também busca colocar novos lotes a venda após o sucesso da primeira etapa que resultou na construção de mansões e a consolidação do campo como um dos mais requisitados cenários do golfe.

O Lago Azul, próximo de Sorocaba, é um dos mais antigos condomínios com campo de golfe é um sucesso de vendas. Outras incorporadoras buscam seguir o exemplo a poucos quilômetros de distancia com outros condomínios com campo de golfe em antigas fazendas.

Entre os projetos mais promovidos está a Vila Trump, no interior paulista, que inclusive patrocinou o último torneio Aberto do Brasil, realizado na Costa do Sauípe, na Bahia. E, na Costa do Sauípe, a Odebretch avança nas vendas do condomínio junto ao campo do golfe do grande empreendimento hoteleiro. No baiano condomínio de Outeiro das Brisas, vizinho a Trancoso, um campo de golfe fará futura companhia ao campo de pólo.

Na região metropolitana de Curitiba, o Alphaville está consolidado e em volta do campo de golfe foram lançados novos loteamentos. O condomínio de Terraville, em Belém Novo, foi um dos maiores sucessos imobiliários de Porto Alegre. No interior paulista, dois empreendimentos com campos de golfe vizinhos a São Roque serão inaugurados num futuro próximo.

O proprietário de uma das melhores e mais antigas e históricas fazendas da época de ouro do café, na região de Campinas, confessava que estava projetando abrir as terras para um condomínio com campo de golfe apenas encontre o incorporador certo. “Seria uma boa maneira de continuar com uma historia importante”, disse após pedir reserva sobre seu nome. Poderá ser um dos mais requintados condomínios.

Se o crescimento dos condomínios com campo de golfe é rápido, o jogo lento no golfe é uma das maiores preocupações dos organizadores de torneios e dos praticantes de fim de semana no mundo todo. O inglês Simon Khan tornou-se o primeiro jogador a ser punido pelo jogo lento no Tour Europeu. Khan foi multado em E 15 mil por ter jogado mais devagar do que devia no Aberto da Irlanda. Khan admitiu que não tivesse estudado as novas medidas contra o jogo lento e que foi vítima de sua rotina de jogo. As penas são progressivas e se o jogador repete o jogo lento desembolsará E 25 mil.

Outro bom número foi o de jogadores inscritos para disputar as eliminatórias do U.S.Open, um total de 9.048 jogadores disputando uma dúzia de vagas. O U.S. Open será realizado de 16 a 19 de junho, no campo de Pinhehurst, onde apenas os melhores 61 do mundo e ex campeões do torneio tem vaga garantida. Apenas um latino-americano está na lista do U.S. Open, o argentino Angel Cabrera (foto) que se encontra entre os melhores 20 do ranking mundial. Cabrera após vencer o último grande torneio do Tour Europeu, na Inglaterra.

Confira mais detalhes na Gazeta Mercantil, coluna Swing de Guillermo Piernes.