10/10/2011

Colombiano Oscar Alvarez vence o Aberto do Brasil


O colombiano Oscar Alvarez, de 28 anos, venceu neste domingo o 58º Aberto de Golfe do Brasil, principal competição de golfe profissional do país e uma das mais prestigiadas do continente. Com a vitória, Alvarez levou um cheque de R$ 45 mil, dos R$ 250 mil da bolsa de premiação, uma das maiores do continente. O torneio, organizado pela Confederação Brasileira de Golfe e pela Brasil1, foi disputado no São Fernando Golf Club, em Cotia (SP).
CONFIRA OS RESULTADOS FINAIS
Esta foi a primeira vez em sua história que o Aberto do Brasil valeu pontos para o ranking mundial de golfe. Com a vitória, Alvarez aparecerá no ranking mundial pela primeira vez em sua carreira. A lista atualizada deve ser divulgada nesta segunda-feira. O evento também fez parte do Tour de Las Americas, o circuito latino-americano de golfe profissional.
Alvarez começou a rodada final empatado em terceiro lugar com outros dois jogadores, o argentino Francisco Ojeda e o carioca Philippe Gasnier. Ao longo da partida, deixou os dois para trás e ultrapassou o então líder, o argentino Sebástian Fernandez, e o também argentino Cesar Augustin Costilla, vice-líder.
O colombiano finalizou o campeonato com 275 tacadas. Tanto Costilla quanto Fernandez tiveram chance de embocar uma tacada no buraco final para levar a disputa para o playoff, mas erraram e acabaram empatados em segundo lugar, com 276 tacadas.
O brasileiro melhor colocado foi o carioca Philippe Gasnier, que somou 279 tacadas e terminou empatado na quarta colocação com o argentino Julián Etulain e com o colombiano Diego Vanegas.
"Não vinha jogando bem este ano, mas comecei o torneio muito confiante e fui melhorando dia a dia. Foi uma ótima experiência jogar no Brasil. A organização do torneio foi impecável e o campo estava excelente", disse o campeão Alvarez, que se prepara para disputar em duas semanas a primeira fase da classificatória para o PGA Tour, o milionário circuito americano.
"Estamos muito felizes com o torneio, que foi um sucesso e certamente deu uma forte contribuição para o desenvolvimento do golfe no Brasil e na América Latina", disse Rachid Orra, presidente da Confederação Brasileira de Golfe, que participou da premiação ao lado de Julio Cruz Lima, presidente do São Fernando Golf Club, Manuel Gama, presidente da Federação Paulista de Golfe, e Michael Whyte, vice-presidente de renda fixa da Credit Suisse Hedging-Griffo.
Patrocínio – O 58º Aberto do Brasil teve o patrocínio da Credit Suisse Hedging-Griffo. O relógio oficial foi Rolex e o café oficial foi Nespresso. O evento contou com recursos da Lei de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte e apoio da C&C, Embrase Segurança e Serviços, Federação Paulista de Golfe, R&A, São Fernando Golf Club, Sportv e TAM Viagens. O evento foi organizado pela Confederação Brasileira de Golfe e pela Brasil1 e é sancionado pelo Tour de Las Americas.