26/09/2015

Alexandre Rocha divide liderança do Aberto do Brasil


O paulista Alexandre Rocha subiu esta sexta-feira para a liderança do Aberto do Brasil apresentado por Credit Suisse Hedging-Griffo, posição que divide com os americanos Kent Bulle e Chris Baker. Os três somam 133 tacadas (um total de -9 em relação ao par). O torneio será disputado até domingo no Itanhangá Golf Club, no Rio de Janeiro (RJ).
“Fui agressivo quando era para ser agressivo, e fui conservador na hora certa. Um título que não tenho e que desejo muito é o do Aberto do Brasil”, disse Rocha, que fez uma volta de 65 tacadas (-6) na segunda rodada. Primeiro brasileiro a ganhar mais de US$ 1 milhão em torneios chancelados pelo PGA Tour, Rocha fez parte do circuito de elite do golfe mundial em 2011 e 2012. Nos dois anos seguintes, disputou o Web.com Tour, o circuito de acesso ao PGA Tour. Este ano, disputa o PGA Tour Latinoamérica para tentar retornar ao Web.com Tour e, depois, ao PGA Tour.
Logo atrás dos líderes, com 135 tacadas (-7), estão quatro atletas empatados na quarta colocação, com destaque para o paulista Rafael Becker, campeão do Aberto do Brasil de 2014, que jogou uma volta de 66 (-5), e o paranaense Daniel Stapff, que fez 67 (-4).
O colombiano Marcelo Rozo, que foi ouro na estreia do golfe nos Jogos Pan-Americanos, em Toronto, no Canadá, e que liderava a competição na primeira rodada, jogou 72 (+1) para somar 136 (-6) e ficar empatado na 8ª colocação.
No total, dez brasileiros passaram o corte junto com outros 51 competidores. Os cariocas Philippe Gasnier, Felipe Navarro e Daniel Kenji Ishii (amador convidado pela Confederação Brasileira de Golfe), que é até agora o melhor amador do torneio, estão empatados em 10º com 137 (-5).
O também carioca André Tourinho (melhor amador da América do Sul, também convidado pela CBG) está empatado em 26º com 139 (-3). O paulista Rodrigo Lee e o gaúcho Adilson da Silva (que está na zona de classificação para os Jogos Olimpicos Rio 2016) dividem a 31ª posição com outros 13 jogadores, todos com 140 (-2). O gaúcho Rafael Barcellos soma 142 (par) para estar empatado em 56º, no limite da linha do corte.
A terceira rodada acontece neste sábado a partir das 8h40. O grupo que reúne os três líderes iniciará o jogo às 12h20 e deve concluí-lo por volta das 17h. A final será no domingo. O campeão ganha um prêmio de US$ 31,5 mil.
Os convites para o público acompanhar o torneio são gratuitos e devem ser retirados no hotel Mercure da Barra da Tijuca (Av. do Pepê, 56). No sábado e no domingo, das 12h às 15h, serão oferecidas aulas gratuitas de golfe. Também haverá aulas do programa Golfe para a Vida, da CBG, que utiliza equipamentos de soft golf, que ensina a modalidade de forma mais lúdica, seguindo metodologia do PGA Europa.
O evento é etapa do PGA Tour Latinoamérica, o principal circuito de golfe do continente, que dá vagas para o Web.com Tour, que por sua vez é a única forma de se classificar para o PGA Tour, onde está a elite do golfe mundial. O Aberto do Brasil é organizado pela Confederação Brasileira de Golfe (CBG) e tem promoção da IMM.
O Aberto do Brasil tem o patrocínio máster da Credit Suisse Hedging-Griffo e patrocínio da BMW, Sportv, Localiza, Rodobens, Kalunga, Klabin, Azeite 1492, Evolution Sat e Trio. O relógio oficial é Rolex, o café oficial é Nespresso e a cerveja oficial é a Itaipava Premium. O campeonato conta com recursos da Lei de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte e apoio do Itanhangá Golf Club e Federação de Golfe do Estado do Rio de Janeiro. O evento é organizado pela Confederação Brasileira de Golfe, com promoção da IMM e é sancionado pelo PGA TOUR Latinoamérica.
ACOMPANHE OS RESULTADOS