09/02/2009

XIII Campeonato Brasileiro de Caddies – Banco Alfa


O Las Palmas Golf e Country Club, em São José dos Pinhais (PR), recebeu entre os dias 04 e 05 de fevereiro, o XIII Campeonato Brasileiro de Caddies – Banco Alfa. O título da competição ficou com Osmir da Silva, do São Fernando Golf Club, de São Paulo, seguido por Maicon Dione, do Clube Curitibano, no Paraná. Ao todo, quarenta e oito jogadores do Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Brasília, disputaram 36 buracos em stroke play, sendo 18 por dia.

O torneio distribuiu uma bolsa total de R$ 5.250,00, sendo R$ 700,00 destinados ao primeiro colocado, R$ 600.00 ao vice e R$ 400,00 ao terceiro.

O caddie campeão, Osmir da Silva, concluiu o torneio com 143 tacadas no total (71/72), seguido por Maicon Dione, com 150 (76/74). Já a terceira colocação ficou para Celson Ferreira, do Guarapiranga Golf & Country Club, de São Paulo, com escore total de 152 (82/70).

Entre os caddies do Rio de Janeiro, as melhores colocações ficaram com Adilson Bessa, do Itanhangá(6°lugar), seguido por Edi Carlos, do Búzios(7°), e Marcelo Silva, também do Itanhangá(8°).

O Campeonato Brasileiro de Caddies contou com o patrocínio do Banco Alfa e o apoio da FGERJ, CBG e principalmente com ajuda dos clubes do Rio de Janeiro.

Histórico – O Campeonato Brasileiro de Caddies começou em 1995 após uma iniciativa de Mário Sérgio dos Santos, que há 48 anos é caddie do Itanhangá Golf Club, no Rio de Janeiro. A primeira edição foi disputada no próprio Itanhangá e teve como campeão Laertes Fernandes, do Rio de Janeiro, que atualmente é profissional.

O objetivo do torneio é revelar novos talentos para o esporte. Hoje é reconhecido no país todo como um grande evento. A cada ano surgem grandes jogadores, a maioria com capacidade de disputar torneios internacionais. Até agora, 18 profissionais surgiram do Campeonato Brasileiro de Caddies.

Na última edição do campeonato, o carioca Douglas Conceição, do Teresópolis Golf Club, foi o campeão com 148 tacadas e faturou o prêmio de R$1 mil. Douglas se tornou profissional após a vitória no Brasileiro, hoje ele ministra aulas no seu próprio clube.