21/01/2009

Meninos de Japeri na David Leadbetter Golf Academy


Anderson Nunes e Cristian Barcelos, alunos da Associação de Golfe Público de Japeri, retornam do programa de treinamento na David Leadbetter Golf Academy, localizada na IMG Academies, na Flórida. Eles participaram de uma semana de treinos na academia conhecida no mundo inteiro por suas técnicas de ensino inovadoras e criativas.

Os meninos de Japeri foram acompanhados por Vicky Whyte, presidente da Associação de Golfe Público de Japeri e vice-presidente técnica da CBG. Eles participaram do programa ao lado de outros juvenis brasileiros, entre os participantes estavam Bernardo Willemsens, Lucas Diminic, Fillippo Leta, Ricardo Mendes, Alexandre Elias, Guilherme Barton, Gabriella Ramirez, Guilhermo Berengua Neto. A IMG Academies, também apelidada de fábrica de campeões, é referencia mundial em treinamento para jovens promissores. No campus da academia, os golfistas tiveram a oportunidade de conviver com jovens esportistas do mundo todo.

O treinamento aconteceu de 11 a 18 de janeiro. Anderson foi premiado por ser um dos líderes do ranking infanto-juvenil. Já Cristian desfrutou do programa pelo gesto do jovem paulista Rafael Becker, do São Fernando, que ganhou a viagem por seu posto no ranking juvenil da CBG, em 2008, mas repassou o convite ao juvenil de Japeri.

Já na Flórida, os juvenis passaram pela análise de swing e foram para o driving range treinar as novidades. Nos primeiros dias, tiveram palestras sobre a importância do preparo mental e psicológico para o jogo, e como fazer o preparo de cada tacada. No começo da semana, jogaram pela manhã, sob um “frio infernal”, segundo Vicky, e treinaram approach e putter à tarde. David Leadbetter apareceu e todos foram apresentados a ele.

Na quinta-feira, todos treinaram no driving range com os professores e fizeram o club-fitting. O teste sugeriu que fossem cortados os tacos da Gabriella, Cristian, Anderson e Guilhermo Berengua em vez de comprar tacos novos. Somente o Guilhermo não quis aceitar a sugestão dos pros de adequar os tacos ao seu tamanho.

Na sexta-feira 16, os alunos assistiram a vídeos onde puderam comparar cenas de seus swings feitas antes do início do treinamento com cenas feitas no final, para que pudessem perceber as evoluções com mais clareza. Em seguida, todos foram para a academia do Internacional Performance Institute para determinar o treinamento físico recomendado para cada um, onde fizeram alongamentos e ginástica voltada para golfistas. À tarde, jogaram no campo de golfe da academia.

No sábado, todos os alunos da academia disputaram um torneio que selou a proveitosa semana de treinamento. Ainda segundo Vicky, os dois aproveitaram ao máximo a semana de treinamentos e voltam para casa com a importância de treinar sério, tendo mais dedicação ao golfe. “Anderson e Cristian querem muito voltar à Academia, mas estão cientes que devem ter algumas noções de Inglês primeiro”, enfatiza.

Muito se fala da dimensão do sucesso da Escola de Golfe e no exemplo que essas crianças são para os outros alunos. Entretanto, nos últimos meses um grande problema atormenta a comandante de Japeri e coloca em risco os planos para 2009. Mesmo com o excelente retorno e perspectiva de melhoras para esse ano, o Projeto de Japeri não foi aprovado a tempo de receber a verba da Oi Futuro e da Gávea Investimentos. O projeto, que favoreceria a Escola de Golfe pela Lei de Incentivo Fiscal do Ministério do Esporte, desenvolvido nos mesmos moldes do aprovado para 2008, ficou preso na burocracia de Brasília. “Procuramos uma solução. Temos uma reunião marcada para fevereiro e já estamos sem o dinheiro para prosseguir com nossos objetivos”, declara Vicky Whyte. O projeto no município de Japeri possibilita a alimentação, acompanhamento de estudos, aulas de golfe e principalmente, a perspectiva de um futuro melhor para 92 crianças de um dos lugares mais pobres do Rio de Janeiro.