05/03/2009

Jogo Perfeito


Com uma volta perfeita, fazendo nove birdies e dois bogeys, o gaúcho Tiago Silva, Head Pro da AGPJ, estabeleceu um novo recorde no campo do Japeri Golf Links, na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro. Em um torneio festivo, realizado no dia 28 de fevereiro, o profissional obteve a impressionante marca de 59 gross (7 abaixo do par do campo).

“Apesar do par do campo foi muito bom, pois joguei muito bem e é fruto da minha dedicação nos treinos”, enaltece Tiago. A marca alcançada em Japeri não pode ser comparada as grandes marcas da história, pois o par do campo de Japeri é de 66. Porém, segundo a presidente da AGPJ, Vicky Whyte, a manutenção do recorde é improvável. “É um grande acontecimento em Japeri, a nova marca dificilmente será igualada”, afirma.

O profissional Philippe Gasnier era o detentor do antigo recorde do Japeri Golf Links, com a prestação total em 64 tacadas ou duas abaixo do par, o que ilustra bem o grau de dificuldade da nova marca estabelecida por Tiago Silva.

A título de curiosidade, em 1974, o sul-africano Gary Player, foi o primeiro da história a jogar 59. Conhecido como Cavaleiro Negro, por causa de sua mania de jogar todo vestido de preto, o profissional registrou no Gávea Golf & Country Club, a marca de 59 tacadas, recorde mundial jamais batido. Player fez oito birdies, um eagle e um bogey para ser o primeiro a jogar abaixo de 60 na história (dez abaixo do par do Gávea, que era 69 naquela época). Mais tarde, Al Geiberger repetiu o feito no PGA Tour, sendo seguido por Fred Couples e David Duval. A sueca Annika Sorenstam também já jogou uma volta de 59 tacadas.

O primeiro brasileiro a atingir o recorde mundial foi Rafael Navarro. O profissional, radicado no Rio de Janeiro, estabeleceu a marca no Guarapiranga Golf Country Club, que tem par 70.

Tiago Silva chegou ao Rio em novembro após ter trabalhado no Caxias Golfe Clube, em Caxias do Sul. Tiago assumiu o trabalho frente à Escola de Golfe, e apesar do pouco tempo já impressiona Vicky Whyte. “É preciso ressaltar o trabalho desenvolvido pelos instrutores, mas faltava algo para o projeto crescer e acredito que a experiência do Tiago nos ajudará muito. Sabia do excelente golfista que ele é, mas em pouco tempo ele mostra uma competência fantástica também como Head Pro”, ressalta.