26/10/2020

Guilherme Grinberg é bicampeão do Aberto do Itanhangá


O juvenil paulistano Guilherme Grinberg venceu o Aberto do Itanhangá pelo segundo ano consecutivo, em competição realizada nos dias 23, 24 e 25 de outubro, com patrocínio da Golf Invest e apoio da Cordillera e da Federação de Golfe do Estado do Rio de Janeiro (FGERJ).

A 58ª edição do Aberto do Itanhangá, um dos torneios de golfe mais tradicionais do estado e do Brasil, teve o campeão Guilherme Grinberg terminando 5 tacadas abaixo do par, um total de 208 tacadas, voltas de 67, 71 e 70, contra 211 do carioca e jogador da casa Daniel Kenji Ishii, com 2 abaixo do par e prestações de 72, 68 e 71 tacadas.

O paranaense Victor Santos, do Alphaville Graciosa, ficou na 3ª colocação com 223 tacadas, parciais de 77, 73 e 73, após de superar Breno Domingos, do Japeri, que saiu no pelotão, mas acabou no 4° lugar, com 230 tacadas e voltas de 78, 72 e 80, empatado com o capixaba Deivid Oliveira, juvenil filiado à FGERJ, que jogou 76, 77 e 77 tacadas.

As categorias scratch e de handicap índex até 8,5 foram disputadas em 54 buracos, de sexta a domingo, enquanto os participantes das demais categorias competiram 36 buracos, no sábado e domingo. A edição premiou ainda duas classes de scratch por faixa etária, vencidas por Eudes Bragança, do Japeri, o melhor pré-sênior; e Marcelo Leal, da Federação Baiana e Capixaba, o melhor sênior.

Categorias por handicap – Entre os jogadores de índex até 8,5, vitória de Deivid Oliveira. Gabriel Fernandes, do Campo Olímpico, e Victor dos Santos completaram o pódio em 2° e 3°, respectivamente. Rodrigo Lombardi, do Itanhangá, conquistou o título da categoria de índex 8,6 a 14, seguido por Arthur dos Santos, do Campo Olímpico, e Felipe Corrêa, do Itanhangá.

Na categoria de índex 14,1 a 22,1, domínio total dos golfistas do Itanhangá. Wu Ta Sung foi o campeão, seguido por Takuya Kawabe e Antônio Primo. Wágner Garcia, também do Itanhangá, venceu a categoria de índex 22,2 a 29,3. Guilherme Menezes, da FGERJ, ficou com o vice-campeonato, enquanto Marcelo Veloso, do Itanhangá, terminou no 3º lugar.

O 58° Aberto do Itanhangá distribuiu pontos para o ranking estadual amador. CONFIRA AQUI os resultados finais.